votação pelo apoio à greve

Categoria debate apoio à greve nacional

nov 07 2016
(0) Comentários

A luta contra a PEC 55 (antiga 241), o PL 257, o Escola Sem Partido, a flexibilização dos direitos trabalhistas, a terceirização e os desmandos do reitor do IFBA foi pauta da assembleia geral da última sexta-feira (4), realizada na Praça Vermelha do Campus Salvador. O evento reuniu dezenas de servidore(a)s e estudantes temeroso(a)s pelo futuro do serviço público e da Educação.

Trabalhadore(a)s de diversos campi do Instituto falaram um pouco sobre a situação de cada unidade (ponto eletrônico, assédio, ocupação, apoio a uma possível greve) e aprovaram a ida de dois delegados e dois observadores para a 145ª Plena do SINASEFE, realizada no último final de semana, com a missão de apoiar a deflagração da greve nacional. A assembleia também deliberou sobre a construção de uma greve local, que acompanhe a nacional; a realização da próxima assembleia, em diálogo com o(a)s estudantes, no campus ocupado de Simões Filho; a elaboração de uma moção de apoio à ocupação estudantil nos campi do IFBA.

De acordo com o coordenador de Assuntos Jurídicos do SINASEFE-IFBA, Georges Rocha, o Sindicato irá engrossar a luta nacional e sustentar a luta interna contra as ameaças e ações antidemocráticas do reitor Renato Anunciação. “Mas é preciso que a categoria se mobilize, participe em peso das manifestações e se prepare, pois esta não será uma greve fácil, mas não existe outro caminho que não seja a greve. Não podemos deixar o(a)s estudantes sozinho(a)s nesta luta, temos que construir a deflagração da greve da classe trabalhadora. Dia 11, sexta-feira, é quando a batalha recomeça. Não aceitaremos nenhum direito a menos e iremos parar o Brasil para defendê-los”, destacou Rocha.

 

Resumo das deliberações da última assembleia:

Sobre a 145ª Plenária Nacional:

1 – Enviar o professor Luiz Antônio como delegado a 145ª Plenária Nacional. O(a)s servidore(a)s Reinaldo Martins e Maria Guerra serão observadores nessa plenária;
2 – Indicar aos nossos delegados o voto favorável à deflagração da greve nacional.

Sobre o dia 11/11/2016:

Participar ativamente de sua construção. Nas cidades onde existir atos públicos, o(a)s nosso(a)s filiado(a)s devem se somar. Caso contrário, o indicado é organizar caravanas para Salvador, onde ocorrerão dois grandes atos: um pela manhã, no Iguatemi, e outro, à tarde, no Centro.

Sobre as ocupações:

A Seção reitera o seu apoio às ocupações e destinará o auxílio financeiro de R$ 500,00 por ocupação. Essa verba deve ser solicitada, prioritariamente, pelo(a) representante sindical por meio de ofício. Na ausência desse(a), qualquer sindicalizado(a) pode realizar tal solicitação, ficando a cargo desse(a) a prestação de contas.

Moção de apoio:

A quem pertence a escola?

O SINASEFE, Seção IFBA, manifesta-se em apoio à luta do(a)s nosso(a)s estudantes, por considerar legítimas as ações que visam assegurar uma Educação pública gratuita e de qualidade, para as atuais e futuras gerações. Assim, a nossa Seção considera fundamental a luta contra a PEC 55 (antiga PEC 241) e a reforma do Ensino Médio, pautas centrais em nossas ocupações.

As ocupações fazem parte do essencial movimento de luta pela garantia do direito à Educação e pela ampliação de recursos públicos nessa área. Tal movimento ganha corpo em 2015, em resistência à “reorganização escolar” tucana, e se consolida como um instrumento fundamental do movimento estudantil e da classe trabalhadora na defesa de suas reivindicações. Assim sendo, encontra-se amplamente legitimada como método de luta e pelos resultados alcançados.

Somam-se a esse contexto externo as políticas autoritárias e antidemocráticas de nosso reitorado. Depois que assumiu a gestão do IFBA, o reitor Renato Anunciação vem desenvolvendo uma postura antidemocrática de perseguição e combate aos direitos do(a)s servidore(a)s e estudantes, o que tem ensejado mobilizações permanentes em nossa comunidade.

Por fim, o SINASEFE-IFBA se coloca contrário a qualquer tipo repressão e punição aos/às estudantes ocupantes de nossos campi, principalmente por meio de aparato policial.

Fora Temer!
Fora Renato!
Não à PEC 241 (PEC 55)!
Não à reforma do Ensino Médio!
Ousar lutar, venceremos!

Sobre a próxima assembleia
A próxima assembleia deverá ser realizada no Campus Simões Filho, em diálogo com o(a)s estudantes ocupantes daquela unidade.

Calendário nacional
11/11 – Greve Nacional do SINASEFE
11/11 – Greve Geral (CSP Conlutas, CUT, CTB, Intersindical)
25/11 – Greve Geral (CSP Conlutas, CUT, CTB, Intersindical)
29/11 – Caravanas a Brasília (1º turno da votação no Senado PEC 55).

Deixe seu comentário

FORTALEÇA A LUTA DA CATEGORIA

Filie-se e conheça as nossas vantagens