SINASEFE-BA completa 24 anos de luta em favor da educaçãoo publica e com qualidade

jul 20 2013
(0) Comentários

No último dia 18 de julho, o Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica – Bahia (SINASEFE-BA) completa 24 anos de fundação, período em que vem lutando pela educação pública de qualidade ao lado dos professores, estudantes e técnicos do IFBA, IFBaiano e Colégio Militar de Salvador.

A Seção Bahia do SINASEFE foi a primeira representação da categoria dos Profissionais de Educação Básica Federal. Depois surgiram as bases do SINASEFE em outros estados, inclusive a nacional, em Brasília-DF.

O que o SINASEFE tem de mais importante na sua trajetória e na sua própria organização está no fato de ser um Sindicato Nacional que não divide os trabalhadores no seu local de trabalho, organizando os docentes e técnico administrativos em uma mesma categoria, mantendo as especificidades de cada um, mas sem perder a necessidade da unidade na luta a favor da educação pública de qualidade, gratuita e laica, com referência social e em consonância com os interesses da classe trabalhadora.

Conheça a história do Sindicato:

Na década de 80, os servidores da antiga Escola Técnica Federal da Bahia – hoje IFBA – se organizaram e criaram uma associação para representar a categoria e unificar as lutas por melhorias na condição de trabalho, por melhores salários e na defesa da educação pública de qualidade. A associação inicialmente construiu com recursos próprios um anexo dentro das dependências da Escola Técnica para o funcionamento de suas atividades administrativas.

Com a Constituição de 1988, os servidores públicos passaram a ter direito a sindicalizar-se e, em 1989, houve a primeira tentativa de fundar a Seção Sindical Salvador – Bahia, que só vingou no dia 18 de julho de 1990 numa assembleia que reuniu 63 filiados, quando foi fundado o Sindicato Nacional dos Servidores da Educação Federal (SINASEFE). Nessa assembleia foi aprovada a fixação da contribuição sindical, cujo valor é 1% do salário base do sindicalizado. Após 20 dias, uma segunda assembleia foi realizada para escolher os dirigentes da diretoria provisória e os delegados que participaram do I Congresso do SINASEFE, no Rio Grande do Norte.

No ano de 2005, motivações políticas fizeram o SINASEFE-BA a se retirar das dependências da instituição, o que levou o sindicato a ocupar locais alugados para desenvolver suas atividades. Sem espaço próprio, o SINASEFE mudou de endereço duas vezes, mas sempre próximo às imediações do Instituto Federal da Bahia. Na gestão de 2006 a 2008, o sindicato passou a representar os servidores do Colégio Militar.

Foi em janeiro de 2010 – na gestão de 2008 a 2010 – que o SINASEFE-BA adquiriu um imóvel para a construção da própria sede, no valor de R$ 125 mil. A nova sede foi inaugurada no dia 27 de outubro de 2010 representando a tão esperada conquista, que a categoria aguardava com ansiedade. Neste mesmo ano, quatro unidades do IF BAIANO (Valença, Uruçuca, Itapetinga e Teixeira de Freitas, ex-escolas agrotécnicas da CEPLAC, EMARC), também passam a ser representadas pelo sindicato.

O SINASEFE é um sindicato nacional que tem na autonomia financeira uma das principais características, o que torna seus sindicalizados os únicos responsáveis pela existência e manutenção da entidade. Os sindicalizados organizam-se através das Seções Sindicais, que repassam à Direção Nacional do SINASEFE 20% do que é arrecadado em cada Instituição Federal de Ensino ligada à base do Sindicato.

A atual gestão do SINASEFE, Seção Bahia, foi eleita em dezembro de 2012 com algumas metas prioritárias como recadastramento dos sindicalizados, ações jurídicas mais eficazes, descentralização e interiorização do sindicato, realização de um congresso estadual, maior integração capital e interior, campanha estadual contra o assédio moral, garantia de afastamento para qualificação, entre outras.

As bandeiras e conquistas do SINASEFE:

Educação Pública, Gratuita, Laica, com Referência Social;

Por uma Sociedade sem explorados;

Democratização das Instituições Federais de Ensino;

Redução da Jornada de Trabalho, sem redução salarial;

Reajuste Linear e constante da remuneração não permitindo a redução salarial a partir da corrosão inflacionária;

Por uma Carreira Única dos Trabalhadores (as) em Educação;

Paridade entre ativos e aposentados;

Contra todo tipo de discriminação ou intolerância racial, homofóbica ou de gênero;

Autonomia dos Trabalhadores (as) frente ao Estado.

Vida longa para o SINASEFE-BA!

Nossa luta é Trabalho, Resistência e Esperança!

Notícias Relacionadas

Deixe seu comentário

FORTALEÇA A LUTA DA CATEGORIA

Filie-se e conheça as nossas vantagens