SINASEFE-IFBA marca presença em atos contra os cortes orçamentário do MEC, realizado em diversas cidades da Bahia, na última quinta-feira (9/06)

jun
(0) Comentários
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Na última quinta-feira (9/06), foi realizado um ato convocado pela UNE, FENET e UBES. Em Salvador, a Gestão Maria Felipa do SINASEFE-IFBA, representada por Marlene Socorro (coordenadora geral), Fátima Santiago (comunicação), Aline de Araújo (políticas educacionais), Rosa Mota (aposentadoria e seguridade social) e José Roberto de Andrade (combate à opressão), e o Comando de Greve Local estiveram presentes na manifestação realizada em frente ao Instituto Federal da Bahia, Campus Salvador, no Barbalho.

Durante a mobilização, entre faixas e gritos de guerra, estudantes do IFBA e Instituto Central Isaías Alves (ICEIA) fecharam a Rua Emídio dos Santos, avenida principal do Barbalho que destina aos bairros de Santo Antônio Além do Carmo e Lapinha. Por volta das 13h40, ao final do ato, as(os) estudantes se reuniram na Praça Vermelha, do Instituto, para uma conversa sobre novas estratégias de enfrentamento aos cortes orçamentários do governo Bolsonaro à Educação.

Em Simões Filho, foi realizada pela manhã uma oficina de cartazes que foram colados nas paredes do IFBA. Durante a tarde, as(os) estudantes e servidoras(es) saíram em caminhada do campus até o CIA. Segundo a coordenadora de secretaria do SINASEFE-IFBA e diretora da nacional, Camila Félix, a rua principal de Simões Filho foi ocupada com muitos cartazes, faixa, queima de fogos e o microfone aberto para falas e apresentações artísticas. “Acredito que precisamos unificar as lutas! Desde o dia 16 de maio, estamos em greve pela recomposição salarial de 19,99% das servidoras e servidores públicos federais e também estamos lutando contra o corte de 40% do orçamento dos IFs, que vem inviabilizando o fornecimento de alimentação e auxílio transporte para estudantes. A educação brasileira não pode ser sucateada”, pontua a coordenadora.

Em Camaçari, o ato foi realizado no final da manhã, em frente a Prefeitura. A manifestação, que teve a participação de servidoras(os) públicas(os) e estudantes do IFBA, contou com cartazes, instrumentos musicais e um carro de som. De acordo com o técnico-administrativo e membro do Comando de Greve Local, Marcos Vinícius, a atividade foi bem recebida pela comunidade e através do contato direto com a população, foi possível informar sobre o bloqueio orçamentário e dialogar também sobre a baixa qualidade do transporte público da cidade. “Esse contato mais próximo, foi um ótimo momento para conscientizar a comunidade do quanto o corte de verba pode afetar e por em risco a existência de uma instituição que é central pra Camaçari. Eu, como ex-aluno, sei o quanto mudou a minha vida. Hoje eu sou servidor, mas vejo no rosto de cada adolescente o quanto essa instituição transforma”, afirma o técnico.

Em Santo Antônio de Jesus, a manifestação teve inicio por das 11h. De acordo com a docente Damile Menezes, a atividade foi uma ação conjunta das(os) estudantes e servidoras(es) do IFBA e da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). “Nossa manifestação durou cerca de 4 horas. Saímos da UFRB e caminhamos até a Praça Padre Matheus, que fica localizada no centro da cidade. Falamos sobre o risco de funcionamento dos IFs, caso esses cortes sejam mantidos, e tivemos muito apoio da população”, pontua a docente.

O Ato Nacional das(os) estudantes também foi realizado em Santo Amaro da Purificação, Feira de Santana, Porto Seguro e Barreiras.

 

Salvador

Simões Filho

Camaçari

 

Santo Antônio de Jesus

Barreiras

 

Notícias Relacionadas

FORTALEÇA A LUTA DA CATEGORIA

Filie-se e conheça as nossas vantagens